DECRETOS DA IGREJA LOCAL SOBRE O CORONA VÍRUS

DECRETO DA DIOCESE DA CAMPANHA SOBRE O CORONAVIRUS

FORANIA NOSSA SENHORA DE FÁTIMA - COMUNICADO SOBRE COVID-19 

Aos muito amados irmãos e irmãs da Forania Nossa Senhora de Fátima,

“Graça a vós e paz da parte de Deus nosso Pai, e da do Senhor Jesus Cristo. Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e o Deus de toda a consolação; que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, com a consolação com que nós mesmos somos consolados por Deus” (2Cor 1,2-4).

Os Padres da Forania Nossa Senhora de Fátima, composta pela Paróquias das cidades de Varginha e Elói Mendes, reuniram-se na noite do dia 18 de março de 2020, numa reunião extraordinária, com o objetivo de nos orientarmos, bem como orientar os fiéis católicos sob nossa responsabilidade, para o enfrentamento do momento de crise trazido pelo novo corona-vírus, denominado COVID-19.

Assim, iluminados pela Campanha da Fraternidade 2020 cujo lema é “Viu, sentiu compaixão cuidou dele” (Lc 10,33-34) que nos faz refletir sobre a Vida: dom e compromisso, considerando o grave perigo de contaminação, colaborando com as autoridades públicas governamentais (decretação do Estado de Emergência em Varginha e Elói Mendes) e o decreto de S. Excia. Revma. Dom Pedro Cunha Cruz, Bispo Diocesano da Campanha, visando salvaguardar a vida e a saúde dos fiéis, achamos por bem, orientar-nos pelas seguintes decisões:

 Evitar qualquer tipo de pânico para não alarmar as pessoas: como pastores e/ou lideranças pastorais usemos sempre o bom senso, a calma, a tranquilidade para lidarmos serenamente com esta crise.

 Manifestar a nossa solidariedade e presença junto aos nossos paroquianos: o povo santo de Deus está no coração sacerdotal do Padre; não abandonaremos os nossos rebanhos e estaremos, como sempre, a serviço da comunidade para cuidar e orientar, sobretudo neste tempo de perigo que nos ronda.

 Seguir as orientações das autoridades municipais que estabelecem que em estabelecimentos educacionais, sociais, culturais, incluindo clubes, bares, igrejas e templos está terminantemente proibida a realização de qualquer tipo de evento que reúna mais de 50 pessoas.

 E, portanto, a celebração diária da Eucaristia (Santa Missa) será realizada sem a participação do povo, ou seja, somente com a equipe celebrativa e com possibilidade de transmissão pelos meios de comunicação eletrônicos para aquelas paróquias que dispuserem destes dispositivos.

 Todas as demais atividades religiosas (reuniões, palestras, retiros, grupos de oração, adorações eucarísticas comunitárias, visitas a enfermos e idosos pelos padres ou ministros extraordinários da Sagrada Comunhão, Catequese Batismal nas casas ou igrejas) estão canceladas e suspensas por tempo indeterminado.

 As celebrações do Sacramento do Batismo de Crianças estão igualmente suspensas até que passe a pandemia.

 As celebrações do Sacramento do Matrimônio podem ser realizadas com número reduzido de convidados (no máximo 50 pessoas) e, ainda assim, de acordo com as autoridades, respeitando o espaço de ao menos um metro (1m) entre cada pessoa; ou podem ser adiadas, de comum acordo com os noivos.

 As secretarias paroquiais terão atendimento limitado, a critério de cada Paróquia. Deve-se evitar aglomeração de pessoas, o contato direto com os fiéis uma vez que a orientação dos órgãos públicos de
saúde é de permanecer em casa o máximo possível. Algumas possíveis soluções: 

a) atendimento em horário reduzido;
b) trabalho interno dos funcionários sem atendimento ao público – as pessoas sejam atendidas pelo telefone e por e-mail para informações, marcação de Missas, recebimentos do Dízimo, ofertas etc.;
c) funcionários paroquiais no grupo de risco (com mais de 60 anos, hipertensos, com problemas respiratórios etc.) deverão ser dispensados até o fim da pandemia.

 O atendimento pastoral dos padres: horários estabelecidos pelas paróquias para as Confissões individuais e número controlado de pessoas, se possível por agendamento, e na igreja bem arejada e
ventilada, respeitando o espaço de ao menos um metro (1m) entre as pessoas, lembrando que pessoas do grupo de risco (idosos, hipertensos, diabéticos etc.) deverão permanecer em casa.
 As igrejas deverão permanecer abertas durante todo o dia para oração pessoal, visitas ao Santíssimo Sacramento, com a entrada controlada pelos funcionários, evitando-se aglomeração de pessoas.
Por fim, recorramos à poderosa intercessão de nossa padroeira, a Senhora de Fátima, Mãe de Deus, implorando seu auxílio e proteção neste tempo de preocupação para que logo tudo se amenize, rezando com as palavras do Papa Francisco:
“Ó Maria, tu sempre brilhas em nosso caminho como sinal de salvação e esperança. Nós nos entregamos a ti, Saúde dos Enfermos, que na Cruz foste associada à dor de Jesus, mantendo firme a tua fé. Tu, Salvação do povo romano, sabes do que precisamos e temos a certeza de que garantirás, como em Caná da Galiléia, que a alegria e a celebração possam retornar após este momento de provação. Ajuda-nos, Mãe do Divino Amor, a nos conformarmos com a vontade do Pai e a fazer o que Jesus nos disser. Ele que tomou sobre si nossos sofrimentos e tomou sobre si nossas dores para nos levar, através da Cruz, à alegria da Ressurreição. Amém. ‘Sob a tua proteção, buscamos refúgio, Santa Mãe de Deus. Não desprezes as nossas súplicas, nós que estamos na provação, e livra-nos de todo perigo, Virgem gloriosa e abençoada’.” (11 de marco de 2020).
Varginha, 19 de março de 2020.
Solenidade de São José, Esposo da Virgem Maria.

Pe. Elias Tadeu de Souza (Frei Galvão) Vigário Forâneo
Subscrevem:
Pe. Rafael dos Reis Soares (Sant’Ana), Pe. Heitor Aparecido Rafael, SCJ, Pe. Vitor Martins Ribeiro, SCJ, Pe. Alir Sanagiotto, SCJ, Pe. Júlio César da Costa,SCJ (Divino Espírito Santo), Pe. Josimar Cândido Lourenço (Imaculada Conceição), Pe. Luiz Augusto Furtado e Pe. Simão Stock Miguel (N. Sra. Fátima), Pe. Roberto Antônio Nogueira e Pe. João Batista de Souza, SCJ (Mártir São Sebastião), Pe. João Batista Máximo, SCJ e Pe.Marcos Giarola (Rosário), Pe. Daniel Menezes Fernandes (São José), Pe. Sebastião de Abreu Salgado (Cristo Luz dos Povos), Pe. Mário da Silva Quirino Rabelo (Bom Pastor-Elói Mendes), Pe. Geraldo Pereira de Freitas e Frei Paulo Sérgio Fernandes, OFM, Conv, (Divino Espírito Santo-Elói Mendes).

 

Últimas Notícias