MINISTROS EXTRAORDINÁRIOS DA SAGRADA COMUNHÃO

Este é o mais comum dos ministérios em nossas comunidades. Não é uma simples função de distribuir a Sagrada Comunhão nas Missas ou Celebrações da Palavra ou levá-la a doentes e idosos. Este Ministério requer dos seus ministros a função de construir comunhão, promover fraternidade e ter a Eucaristia como centro de sua vida. Para tal função carece uma sólida formação, com uma nítida visão de Igreja e uma participação ativa na comunidade. Este ministério existia na Igreja desde o século I até o século VIII, estendendo seu serviço também aos presos. A partir do século VIII, houve a institucionalização e crelicarização dos ministérios que passaram a ser centrados na hierarquia da Igreja, os Bispos, Padres e Diáconos. Isto prevaleceu até o Concílio Vaticano II. Este concílio foi o sopro renovador do Espírito Santo na Igreja e no mundo, trazendo uma nova visão de Igreja como Povo de Deus e uma nova teologia, a do serviço como vocação de todo o povo de Deus, pastores e fiéis. Com isso, houve da parte da Igreja uma maior valorização do Leigo e da sua missão na Igreja; Houve um despertar dos Ministérios na Igreja e o 1º Ministério oficializado foi o da Sagrada Comunhão.

Definição sobre o ministério - É uma ação Organizada da Igreja para evangelizar e servir o povo de Deus através do Sacramento da Eucaristia, dom de Deus para a vida do mundo.

Objetivo – Distribuir a Sagrada Comunhão aos fiéis, reunidos em Assembléia Litúrgica, ou seja, na celebração da Santa Missa ou Culto, e também levar a Sagrada Comunhão aos Doentes e Idosos em suas casas, pois estes, na maioria dos casos, estão impossibilitados de estarem presentes nas Assembléias Litúrgicas.

Campo de ação e missão – Distribuir a Comunhão Eucarística na Missa e Celebrações da Palavra; Levar Jesus Eucarístico aos enfermos, idosos, aos que não podem ir recebê-lo junto da comunidade reunida; Presidir a Celebração da Palavra, quando na comunidade não houver Equipe de Celebração; Promover, coordenar e animar as adorações a Jesus na Eucaristia, para que sejam frutuosas aos participantes; Evangelizar sobre a Eucaristia através de uma Catequese, onde ressalte a verdade sobre a presença real de Jesus neste Sacramento; Cuidar das coisas ligadas à Jesus Eucarístico: Capela do Santíssimo, Sacrário, âmbulas, cálices, altar, ornamentação, etc... Estar sempre atento para que tudo esteja ordem, bem feito e bem cuidado.